Mobile first e o M-commerce

O conceito de mobile first (ou móbile primeiro, em português) consiste em que todo site, sistema ou qualquer outro projeto para web tem de ser planejado e executado primeiro para os dispositivos móveis e só depois para desktop, sempre pensando no UX (user experience) mobile para o desktop.






Em 2020 foi faturado 45,9 Bilhões, boa parte desse crescimento se explica pelo aumento no número de downloads de apps e dos sites responsivos.

Só para se ter uma ideia, nos cinco primeiros meses de 2020, já haviam sido baixados 68% do total de aplicativos do ano anterior, a tendência é só crescer esse share.



Com isso vemos o crescimento do Mobile commerce (M-commerce) 🚀

Ainda mais agora impulsionado pela pandemia. M-commerce é designa compra ou vendas de bens ou serviços via devices (Dispositivos tecnologicos) portáteis e sem fio (Wireless).

exemplos de Mobile first com M-commerce:

- M-commerce (Mercado Livre, Ferpam, centauro, americanas, b2w, Amazon)

- Aplicativos (Centauro, Airbnb, Americanas, meliuz, ifood, tonolucro, )



Um dos maiores exemplos é o youtube, Em 2017 o youtube recebeu um novo UX, ou seja teve seu layout totalmente reformulado, ganhando novas features (recursos), esse processo teve a aplicação do Mobile first, sendo iniciado primeiramente no Aplicativo móvel e depois ampliando o padrão para o desktop.


Um exemplo disso é o modo noturno implantado por eles e por diversos Aplicativos, após verem a usabilidade no mobile replicaram para o site, isso mostra a atenção das empresas tecnológicas para a ideia de primeiramente desenvolver no mobile. Ou seja aplicar a ideia do Mobile Friendly (amigável para celular).











#ecommerce#empreendedor#empreendedorismo#empreender#marketingdigital#sucesso#marketing#dinheiro#negocios #maisdadosmenosachismo #vendas#business#empreendedorismodigital#lideranca#inovacao#empreendedores#motivacao#empresas#negocios#empreendertransforma#analytics#empresa#empreendedora

#trabalho#ecommerceo#startup

#tecnologia#mindset#vendasonline#metricas#google

32 visualizações0 comentário